Web Toolbar by Wibiya Quem auxiliava Chico Xavier em seu trabalho assistencial... ? - Trabalho - Chico Xavier

Ir para conteúdo

Bem-vindo ao site Chico Xavier
Crie sua conta agora para poder ter acesso a todas as funcionalidades e recursos. Para criar nova conta demora apenas alguns asegundos e vai poder criar tópicos responder a mensagens, interagir com outros usuários, baixar arquivos (downloads, apresentações, documentos,...) e muito mais!
Entrar em sua conta Criar nova conta agora

Quem auxiliava Chico Xavier em seu trabalho assistencial... ?

- - - - -

  • Por favor, faça o login para responder
Não há respostas para este tópico
Macili
  • Administrators
  • 2.715 posts
  • Advanced Member
  • Last active: Set 03 2018 05:44
  • Joined: 10 Nov 2012

Imagem Postada

A convivência com o pai marcou a vida de Eurípedes Humberto,

que hoje guarda o legado, de grande valor espiritual, em Uberaba





Pergunta: Quem auxiliava Chico Xavier em seu trabalho assistencial em Uberaba e como era sua rotina nas últimas décadas de sua vida carnal?


Resposta: Durante a década de 80, a saúde de Chico Xavier era delicada, sofrendo de angina, do coração e dos olhos. Assim ele diminuía cada vez mais o contato com o público. Por isso seu filho de criação, Eurípedes Humberto Higino Reis (dentista, um misto de secretário particular e guarda-costas, que vivia com o pai) montou um esquema especial que proporcionava tranquilidade para Chico.

No entanto, suas cautelas rigorosas provocaram reclamações de amigos e consulentes. Eurípedes conheceu o médium aos sete anos de idade, atrás de sua mãe, Carmen Higino dos Reis, espírita fervorosa, e desde os 17 anos morava com Chico, a pedido deste, para ajudá-lo e fazer companhia, pois Chico desde sua mudança para Uberaba, ficou sozinho, vivendo afastado de seus irmãos e sobrinhos.

Apesar disso, Chico Xavier recebia personalidades, como a viúva de Tancredo Neves, Dona Risoleta, em agosto de 1985, e do candidato à presidência da República, Fernando Collor de Mello, em 15 de outubro de 1989, que recebeu seu apoio nas eleições. Os últimos anos da vida terrena de Chico Xavier foram delicados. Em setembro de 1995 sofre um enfisema pulmonar que o deixa com apenas 35 quilos e preso a uma cadeira de rodas. Já estava cego de um dos olhos. Mesmo assim, ele gostava de receber os necessitados aos finais de semana.





Fonte: Chico Xavier, Luz & Sabedoria






0 usuário(s) está(ão) lendo este tópico

0 membros, 0 visitantes, 0 membros anônimos