Web Toolbar by Wibiya PAI NOSSO - Livros - Chico Xavier

Ir para conteúdo

Bem-vindo ao site Chico Xavier
Crie sua conta agora para poder ter acesso a todas as funcionalidades e recursos. Para criar nova conta demora apenas alguns asegundos e vai poder criar tópicos responder a mensagens, interagir com outros usuários, baixar arquivos (downloads, apresentações, documentos,...) e muito mais!
Entrar em sua conta Criar nova conta agora

PAI NOSSO

- - - - -

  • Por favor, faça o login para responder
50 respostas neste tópico
Macili
  • Administrators
  • 2.061 posts
  • Advanced Member
  • Last active: Jul 29 2014 03:17
  • Joined: 10 Nov 2012

Imagem Postada







Pai Nosso






Francisco Cândido Xavier


ditado pelo Espírito MEIMEI



Macili
  • Administrators
  • 2.061 posts
  • Advanced Member
  • Last active: Jul 29 2014 03:17
  • Joined: 10 Nov 2012

Imagem Postada






ÍNDICE




No livro de MEIMEI


Primeira Parte - PAI NOSSO, QUE ESTÁS NO CÉU

Capítulo 1   = PAI NOSSO, QUE ESTÁS NO CÉU
Capítulo 2   = EXISTÊNCIA DE DEUS
Capítulo 3   = PRESENÇA DIVINA
Capítulo 4   = NOSSO PAI
Capítulo 5   = PENSAMENTOS



Segunda Parte - SANTIFICADO SEJA O TEU NOME

Capítulo 6   = SANTIFICADO SEJA O TEU NOME
Capítulo 7   = GLORIFICANDO O SANTO NOME
Capítulo 8   = CÂNTICOS DE LOUVOR
Capítulo 9   = LOUVADO SEJA DEUS
Capítulo 10 = LEMBRANÇAS



Terceira Parte - VENHA A NÓS O TEU REINO

Capítulo 11 = VENHA A NÓS O TEU REINO
Capítulo 12 = A LIÇÃO DA BONDADE
Capítulo 13 = ALGO MAIS
Capítulo 14 = FÉ E PERSEVERANÇA
Capítulo 15 = UMA CARTA MATERNA



Quarta Parte - SEJA FEITA A TUA VONTADE, ASSIM NA TERRA   COMO NO CÉU

Capítulo 16 = SEJA FEITA A TUA VONTADE, ASSIM NA TERRA COMO NO CÉU
Capítulo 17 = O SERVIÇO DA PERFEIÇÃO
Capítulo 18 = O PEQUENO ABORRECIMENTO
Capítulo 19 = A ALEGRIA NO DEVER
Capítulo 20 = REFLEXÕES



Quinta Parte - O PÃO NOSSO DE CADA DIA DÁ-NOS HOJE

Capítulo 21 = O PÃO NOSSO DE CADA DIA DÁ-NOS HOJE
Capítulo 22 = A NECESSIDADE DO ESFORÇO
Capítulo 23 = O EXEMPLO DA ÁRVORE
Capítulo 24 = O ALIMENTO ESPIRITUAL
Capítulo 25 = NOTAS



Sexta Parte - PERDOA AS NOSSAS DÍVIDAS, ASSIM COMO PERDOAMOS AOS NOSSOS DEVEDORES

Capítulo 26 = PERDOA AS NOSSAS DÍVIDAS, ASSIM COMO PERDOAMOS AOS
NOSSOS DEVEDORES
Capítulo 27 = O PERDÃO JUSTO
Capítulo 28 = O EFEITO DA CÓLERA
Capítulo 29 = MÃEZINHA
Capítulo 30 = O SILÊNCIO



Sétima Parte - NÃO NOS DEIXEIS CAIR EM TENTAÇÃO

Capítulo 31 = NÃO NOS DEIXEIS CAIR EM TENTAÇÃO
Capítulo 32 = O PROBLEMA DA TENTAÇÃO
Capítulo 33 = A NECESSIDADE DA EDUCAÇÃO
Capítulo 34 = A TENTAÇÃO DO REPOUSO
Capítulo 35 = A BÊNÇÃO DO TRABALHO



Oitava Parte - LIVRA-NOS DO MAL, PORQUE TEU É O REINO,
O PODER E A GLÓRIA PARA SEMPRE. ASSIM SEJA.

Capítulo 36 = LIVRA-NOS DO MAL, PORQUE TEU É O REINO, O PODER E A GLÓRIA
PARA SEMPRE. ASSIM SEJA.
Capítulo 37 = O EXEMPLO DA FONTE
Capítulo 38 = A HISTÓRIA DO LIVRO
Capítulo 39 = A SALVAÇÃO INESPERADA
Capítulo 40 = PRECE

Macili
  • Administrators
  • 2.061 posts
  • Advanced Member
  • Last active: Jul 29 2014 03:17
  • Joined: 10 Nov 2012

Imagem Postada







NO LIVRO DE MEIMEI






Meimei não é somente valorosa missionária do bem e da luz, em nosso círculo da ação, mas também devotada orientadora de crianças e que se desvela, no mundo espiritual, pela formação da mente infantil à claridade do Evangelho Redentor.


Colocando a sensibilidade a serviço da inteligência, em seu formoso ideal de servir, tomou a prece dominical e, com ela, compôs o delicado poema de comentários e contos, lendas e observações que vamos ler, recordando as lições inesquecíveis do nosso Divino Mestre.


Para todas as situações difíceis e para todos os problemas da luta humana encontrou na oração do Senhor um ensino e uma solução, um apontamento e uma bênção, oferecendo-os às crianças, nestas páginas que constituem fragmentos luminosos do seu coração, em forma de letras.


Que Deus lhe multiplique as energias, na plantação do bem, e que os raios de amor da sua abençoada maternidade espiritual se irradiem, com crescentes fulgurações por toda a parte, em favor dos pequeninos, são os nossos votos.



Emmanuel




Pedro Leopoldo, 12 de junho de 1952.



Macili
  • Administrators
  • 2.061 posts
  • Advanced Member
  • Last active: Jul 29 2014 03:17
  • Joined: 10 Nov 2012

Imagem Postada




PRIMEIRA PARTE




PAI NOSSO, QUE ESTÁS NOS CÉUS



Macili
  • Administrators
  • 2.061 posts
  • Advanced Member
  • Last active: Jul 29 2014 03:17
  • Joined: 10 Nov 2012

Imagem Postada







1


PAI NOSSO, QUE ESTÁS NOS CÉUS





Quando Jesus começou a prece dominical, satisfazendo ao pedido dos companheiros que desejavam aprender a orar, iniciou a rogativa, dizendo assim:


- Pai Nosso, que estás nos céus...


O Mestre queria dizer-nos que Deus, acima de tudo, é nosso Pai.


Criador dos homens, das estrelas e das flores.


Senhor dos céus e da Terra.


Para Ele, todos somos filhos abençoados. Com essa afirmativa, Jesus igualmente nos explicou que somos no mundo uma só família e que, por isso, todos somos irmãos, com o dever de ajudar-nos uns aos outros.


Ele próprio, a fim de instruir-nos, viveu a fraternidade pura, auxiliando os homens felizes e infelizes, os necessitados e doentes, mostrando-nos o verdadeiro caminho da perfeição e da paz.


Na condição de aprendizes do nosso Divino Mestre, devemos seguir-lhe o exemplo.


Se sentirmos Deus como Nosso Pai, reconheceremos que os nossos irmãos se encontram em toda parte e estaremos dispostos a ajudá-los, a fim de sermos ajudados, mais cedo ou mais tarde. A vida só será realmente bela e gloriosa, na Terra, quando pudermos aceitar por nossa grande família a Humanidade inteira.

Macili
  • Administrators
  • 2.061 posts
  • Advanced Member
  • Last active: Jul 29 2014 03:17
  • Joined: 10 Nov 2012

Imagem Postada




2


EXISTÊNCIA DE DEUS







Conta-se que um velho árabe analfabeto orava com tanto fervor e com tanto carinho, cada noite, que, certa vez, o rico chefe de grande caravana chamou-o à sua presença e lhe perguntou:


- Por que oras com tanta fé? Como sabes que Deus existe, quando nem ao menos sabes ler?


O crente fiel respondeu:


- Grande Senhor, conheço a existência de Nosso Pai Celeste pelos sinais dele.


- Como assim? - indagou o chefe, admirado.


O servo humilde explicou-se:


- Quando o senhor recebe uma carta de pessoa ausente, como reconhece quem a escreveu?


- Pela letra.


- Quando o senhor recebe uma jóia, como é que se informa quanto ao autor dela?


- Pela marca do ourives.


O empregado sorriu e acrescentou:


- Quando ouve passos de animais, ao redor da tenda, como sabe, depois, se foi um carneiro, um cavalo ou um boi?


- Pelos rastros - respondeu o chefe, surpreendido.


Então, o velho crente convidou-o para fora da barraca e, mostrando-lhe o céu, onde a Lua brilhava, cercada por multidões de estrelas, exclamou, respeitoso:


- Senhor, aqueles sinais, lá em cima, não podem ser dos homens!


Nesse momento, o orgulhoso caravaneiro, de olhos lacrimosos, ajoelhou-se na areia e começou a orar também.

Macili
  • Administrators
  • 2.061 posts
  • Advanced Member
  • Last active: Jul 29 2014 03:17
  • Joined: 10 Nov 2012

Imagem Postada





3


PRESENÇA DIVINA





Um homem, ignorante ainda das Leis de Deus, caminhava ao longo de enorme pomar, conduzindo um pequeno de seis anos.


Eram Antoninho e seu tio, em passeio na vizinhança da casa em que residiam.


Contemplavam, com água na boca, as laranjas maduras, e respiravam, a bom respirar, o ar leve e puro da manhã.


A certa altura da estrada, o velho depôs uma sacola sobre a grama verde e macia e começou a enche-la com os frutos que descansavam em grandes caixas abertas, ao mesmo tempo que lançava olhares medrosos, em todas as direções.


Preocupado com o que via, Antoninho dirigiu-se ao companheiro e indagou:


- Que fazes, titio?


Colocando o indicador da mão direita nos lábios entreabertos, o velho respondeu:


- Psiu!... psiu!...


Em seguida, acrescentou em voz baixa:


- Aproveitemos agora, enquanto ninguém nos vê, e apanhemos algumas laranjas, às escondidas.


O menino, contudo muito admirado, apontou com um dos pequenos dedos para o céu e exclamou:


- Mas, o senhor não sabe que Deus nos está vendo?


Muito espantado, o velho empalideceu e voltou a recolocar os frutos na caixa, de onde os havia retirado, murmurando:


- Obrigado, meu Deus, por haveres despertado a minha consciência, pelos lábios de uma criança.


E, desde esse momento, o tio de Antoninho passou a ser realmente outro homem.

Macili
  • Administrators
  • 2.061 posts
  • Advanced Member
  • Last active: Jul 29 2014 03:17
  • Joined: 10 Nov 2012

Imagem Postada






4


NOSSO PAI






Quando acordamos para a razão, descobrimos os traços vivos da Bondade de Deus, por toda parte.


Seu imenso carinho para conosco está no Sol que nos aquece, dando sustento e alegria a todos os seres e a todas as coisas, nas nuvens que fazem a chuva para o contentamento da Natureza, nas águas dos rios e das fontes, que deslizam para o benefício das cidades, dos campos e dos rebanhos, no pão que nos alimenta; na doçura do vento que refresca; na bondade das árvores que nos estendem os galhos dadivosos, em forma de braços ricos de bênçãos; na flor que espalha perfume na atmosfera; na ternura e na segurança de nosso lar, na assistência de nossos pais, dos nossos irmãos e dos nossos amigos que nos ajudam a vencer as dificuldades do mundo e da vida, e na providência silenciosa, que nos garante a conservação da saúde e da paz espiritual.


Muitos homens de ciência pretendem definir Deus para nós, mas, quando reparamos na proteção do Todo-Poderoso, dispensada aos nossos caminhos e aos nossos trabalhos na Terra, em todos os instantes da vida, somos obrigados a reconhecer que o mais belo nome que podemos dar ao Supremo Senhor é justamente aquele que Jesus nos ensinou em sua divina oração  -  << Nosso Pai >>.

Macili
  • Administrators
  • 2.061 posts
  • Advanced Member
  • Last active: Jul 29 2014 03:17
  • Joined: 10 Nov 2012

Imagem Postada





5


PENSAMENTOS





*   Deus é nosso Pai.


*  Somos irmãos uns dos outros.


*  Jesus é o Divino Mestre que Deus nos enviou.


*  A oração é o meio imediato de nossa comunhão com o Pai Celestial.


*  Nossos melhores pensamentos procedem da inspiração do Alto.


*  A presença de Deus pode ser facilmente observada na bondade permanente e na inteligência silenciosa da Natureza que nos cerca.


*  Devemos amar-nos uns aos outros.


*  A voz divina pode ser reconhecida nos bons conselhos.


*  Sempre que ajudamos, seremos ajudados.





*



Em nossa terna Mãezinha,

Cheia de santa afeição,

Sentimos que Deus nos fala

No fundo do coração.



Macili
  • Administrators
  • 2.061 posts
  • Advanced Member
  • Last active: Jul 29 2014 03:17
  • Joined: 10 Nov 2012

Imagem Postada










SEGUNDA PARTE




SANTIFICADO SEJA O TEU NOME



Macili
  • Administrators
  • 2.061 posts
  • Advanced Member
  • Last active: Jul 29 2014 03:17
  • Joined: 10 Nov 2012

Imagem Postada







6


SANTIFICADO SEJA O TEU NOME







oO apostolado de Jesus foi uma constante santificação do nome de Deus.


Por isso, o Mestre não se limitou a dizer  << Santificado seja o teu nome >>, na oração dominical.


Procurou, ele mesmo, louvar o Pai Celeste, distribuindo o contentamento e a paz, com todos.


Se ele quisesse, poderia ter permanecido isolado, em algum lugar de sua predileção, para viver em pensamentos sublimes, glorificando o Todo-Poderoso com as suas meditaões e com as suas preces, mas o Benfeitor Divino sabia que a mais elevada maneira de santificar a Eterna Bondade é auxiliar os outros, para que os outros também compreendam que Nosso Pai do Céu vive interessado em nossa elevação e em nossa felicidade.


Assimentendendo, Jesus amparou os velhos e as crianças, os necessitados e os doentes, os fracos e os sofredores, amando e ajudando sempre.


Santificando as relações com Deus, espalhou a esperança e a caridade na Terra, enriquecendo os homens de fraternidade e alegria.


Tudo o que temos, tudo o que vemos, tudo o que recebemos e sentimos pertence a Deus, Nosso Pai, que tudo engrandece e aperfeiçoa, em nosso benefício. Por essa razão, devemos lembrar que estaremos santificando o nome de Deus sempre que estivermos realizando o melhor que possamos fazer.

Macili
  • Administrators
  • 2.061 posts
  • Advanced Member
  • Last active: Jul 29 2014 03:17
  • Joined: 10 Nov 2012

Imagem Postada






7


GLORIFICANDO O SANTO NOME






O professor contou, em aula, que, no princípio da vida na Terra, quando os minerais, as plantas e os animais souberam que era necessário santificar o nome de Deus, houve da parte de quase todos um grande movimento de atenção.


Certas pedras começaram a produzir diamantes e outras revelaram ouro e gemas preciosas.


As árvores mais nobres começaram a dar frutos.


O algodoeiro inventou alvos fios para a vestimenta do homem.


A roseira cobriu-se de flores.


A grama, como não conseguia crescer, alastrou-se pelo chão, enfeitando a Terra.


A vaca passou a fornecer leite.


A galinha, para a alegria de todos, começou a oferecer ovos.


O carneiro iniciou a criação de lã. A abelha passou a fazer mel.


E até o bicho-da-seda, que parecia tão feio, para santificar o nome de Deus fabricou fios lindos, com os quais possuímos um dos mais valiosos tecidos que o mundo conhece.


Nesse ponto da lição, como o instrutor fizera uma pausa, Pedrinho perguntou:


- Professor, e que fazem os homens para isso?


O orientador da escola pensou um pouco e respondeu.


- Nem todos os homens aprendem rapidamente as lições da vida, mas aqueles que procuram a verdade sabem que a nossa inteligência deve glorificar a Eterna Sabedoria, cultivando o bem e fugindo ao mal. As pessoas que se consagram às tarefas da fraternidade, compreendendo os semelhantes e auxiliando a todos, são as almas acordadas para a luz e que louvam realmente o nome de nosso Pai Celeste.


E, concluindo, afirmou:


- O Senhor deseja a felicidade de todos e, por isso, todos aqueles que colaboram pelo bem-estar dos outros são os que santificam na Terra a sua Divina Bondade.

Macili
  • Administrators
  • 2.061 posts
  • Advanced Member
  • Last active: Jul 29 2014 03:17
  • Joined: 10 Nov 2012

Imagem Postada






8


CÂNTICOS DE LOUVOR






Quando a vida começava no mundo, os pássaros sofriam bastante.


Pousavam nas árvores e sabiam voar, mas como haviam de criar os filhotinhos? Isso era muito difícil.


Obrigados a deixar os ovos no chão, viam-se, quase sempre, perseguidos e humilhados.


A chuva resfriava-os e os grandes animais, pisando neles, quebravam-nos sem compaixão.


E as cobras? Essas rastejavam no solo, procurando-os para devorá-los, na presença dos próprios pais, aterrados e trêmulos.


Conta-se que, por isso, as aves se reuniram e rogaram ao Pai Celestial lhes desse o socorro necessário.


Deus ouviu-as e enviou-lhes um anjo que passou a orientá-las na construção do ninho.


Os pássaros não dispunham de mãos, entretanto, o mensageiro inspirou-os a usar os biquinhos e, mostrando-lhes os braços amigos das árvores, ensinou-os a transportar pequeninas migalhas da floresta, ajudando-os a tecer os ninhos no alto.


Os filhotinhos começaram a nascer sem aborrecimentos, e, quando as tempestades apareceram, houve segurança geral.


Reconhecendo que o Pai Celeste havia respondido às suas orações, as aves combinaram entre si cantar todos os dias, em louvor do Santo Nome de Deus.


Por essa razão, há passarinhos que se fazem ouvir pela manhã, outros durante o dia e outros, ainda, no transcurso da noite.


Quando encontramos uma ave cantando, lembremo-nos, pois, de que do seu coraçãozinho, coberto de penas, está saindo o eterno agradecimento que Deus está ouvindo nos céus.

Macili
  • Administrators
  • 2.061 posts
  • Advanced Member
  • Last active: Jul 29 2014 03:17
  • Joined: 10 Nov 2012

Imagem Postada


9


LOUVADO SEJA DEUS






O velho André era um escravo resignado e sofredor.


Certo dia, ele soube que Jesus nos ensinara a santificar o nome de Deus e prometeu a si mesmo jamais praticar o mal.


Se o feitor da fazenda o perseguia, André perdoava e dizia de todo o coração: - Louvado seja Deus.


Se algum companheiro tentava-o a fugir das obrigações de cada dia, considerando as injustiças que os cercavam, ele dizia contar com a Bondade Divina, indicava o céu e repetia: - Louvado seja Deus.


Quando veio a libertação dos cativos, o dono da fazenda chamou-o e disse-lhe que a pobreza e a doença lhe batiam à porta e pediu-lhe que não o abandonasse. Todos os companheiros se ausentaram, embriagados de alegria, mas André teve compaixão do Senhor, agora humilhado, e permaneceu no serviço, imaginando que Deus estaria satisfeito com o seu procedimento.


O proprietário da terra, pouco a pouco, perdeu o que possuía, arruinado pela enfermidade, mas o generoso servidor cuidou dele, até à morte, afirmando sempre:
- Louvado seja Deus.


André estava cansado e envelhecido, quando o antigo patrão faleceu. Quis trabalhar, mas o corpo encarquilhado curvava-se para o chão, com muitas dores.


Esmolou, então, com humildade e paciência e, de cada vez que recebia algum pão para saciar a fome ou algum trapo para cobrir o corpo, exclamava alegremente: - Louvado seja Deus.


Certa noite, muito sozinho, com sede e febre, notou que alguém penetrava em sua choça de palha. Quem seria?


Em poucos instantes, um anjo erguia-se à frente dele.


Acanhado e aflito, quis falar alguma coisa, mas não pôde. O anjo, porém, sorrindo, abraçou-o e exclamou:


- André, o nome de Nosso Pai Celestial foi exaltado por seu coração e vim buscar você para que a sua voz possa louvá-lo agora no céu.


No dia seguinte, o corpo do velho escravo apareceu morto na choupana, mas, sobre o teto rústico as aves pousavam, cantando, e muita gente afirmou que os passarinhos pareciam repetir: - Louvado seja Deus!

Macili
  • Administrators
  • 2.061 posts
  • Advanced Member
  • Last active: Jul 29 2014 03:17
  • Joined: 10 Nov 2012

Imagem Postada





10


LEMBRANÇAS







*   O mundo em que vivemos é propriedade de Deus.


*   Devemos agradecer as bênçãos de Nosso Pai Celestial, todos os dias.


*   O coração agradecido ao Senhor espalha a bondade e a alegria em seu nome.


*   Jesus rendia graças a Deus, auxiliando o próximo.


*   A Natureza diariamente glorifica a Divina Bondade, na luz do Sol, na suavidade do vento, no canto das aves e no perfume das flores.


*   Quem ajuda às plantas e aos animais revela respeito e carinho na Criação de Nosso Pai Celestial.


*   Devo ser bom par com todos, porque Deus tem sido infinitamente bom para comigo, em todas as ocasiões.


*   Quem trabalha com alegria mostra reconhecimento ao Céu.


*   Cooperando de boa-vontade com os outros, estaremos servindo a Deus.







*



No canto dos passarinhos,


No campo, no mar, na flor,


A vida está repetindo:


- Louvado seja o Senhor!...



Macili
  • Administrators
  • 2.061 posts
  • Advanced Member
  • Last active: Jul 29 2014 03:17
  • Joined: 10 Nov 2012

Imagem Postada









TERCEIRA PARTE




VENHA A NÓS O TEU REINO



Macili
  • Administrators
  • 2.061 posts
  • Advanced Member
  • Last active: Jul 29 2014 03:17
  • Joined: 10 Nov 2012

Imagem Postada





11



VENHA A NÓS O TEU REINO





<< Venha a nós o teu reino...>> - assim rogou Jesus ao Pai Celestial, sabendo que só o Plano de Deus pode conceder-nos a verdadeira felicidade. Mas, o Mestre não se limitou a pedir; ele trabalhou e se esforçou para que o Reino do Céu encontrasse as bases necessárias na Terra.

Espalhou, com as próprias mãos, as bênçãos da paz e da alegria, a fim de que os homens se fizessem melhores.

Uma locomotiva não corre sem trilhos adequados.

Um automóvel não avança sem a estrada que lhe é própria.

Um prato bem feito precisa ser preparado com todos os temperos necessários.

Assim, também, o auxílio celeste reclama o nosso esforço. É sempre indispensável purificar o nosso sentimento para recebe-lo e difundi-lo.

Sem a bondade em nós, não poderemos sentir a bondade de Deus ou entender a bondade de nossos semelhantes.

Quando é noite e reclamamos: - << Venha a nós a luz >>, é necessário ofereçamos a lâmpada ou a candeia, para que a luz resplandeça entre nós.

Se rogamos a Graça Divina, preparemos o sentimento para entende-la e manifestá-la, a fim de que a felicidade e a harmonia vivam conosco.

Jesus trabalhou pela vinda da Glória do Céu ao mundo, auxiliando a todos e ajustando-nos até à cruz do sacrifício, dando-nos a entender que o Reino de Deus é Amor e só pelo Amor brilhará entre os homens para sempre.

Macili
  • Administrators
  • 2.061 posts
  • Advanced Member
  • Last active: Jul 29 2014 03:17
  • Joined: 10 Nov 2012

Imagem Postada







12


A LIÇÃO DA BONDADE





Quando Jesus entrou vitoriosamente em Jerusalém, montado num burrico, eis que o povo, alvoroçado, vinha vê-lo e saudá-lo na praça pública.

Muitos supunham que o Mestre seria um dominador igual aos outros e bradavam:

- Glória ao Rei de Israel!...

- Abaixo os romanos!...

- Hosanas ao vencedor!...

- Viva o Filho de David!... Viva o Rei dos Judeus!...

E atapetavam a rua de flores.

Rosas e lírios, palmas coloridas e folhas aromáticas cobriam o chão por onde o Salvador deveria passar.

O Mestre, contudo, sobre o animalzinho cansado, parecia triste e pensativo. Talvez refletisse que a alegria ruidosa do povo não era o tipo de felicidade que ele desejava. Queria ver o povo contente, mas sem ódio e sem revolta, inspirado pelo bem que ajuda a conservação das bênçãos divinas.

O glorificado montador ia, assim, em silêncio, quando linda jovem se destacou da multidão, abeirou-se dele e lhe entregou uma braçada de rosas, exclamando:

- Senhor, ofereço-te estas flores para o Reino de Deus.

O Cristo fixou nela os olhos cheios de luz e indagou:

- Queres realmente servir ao Reino do Céu?

- Oh! Sim... - disse a moça, feliz.

- Então - pediu-lhe o Mestre -, ajuda-me a proteger o burrico que me serve, trazendo-lhe um pouco de capim e água fresca.

A jovem atendeu prontamente e começou a compreender que, na edificação do Reino Divino, Jesus espera de nós, acima de tudo, a bondade sincera e fiel do coração.

Macili
  • Administrators
  • 2.061 posts
  • Advanced Member
  • Last active: Jul 29 2014 03:17
  • Joined: 10 Nov 2012

Imagem Postada



13



ALGO MAIS





Um crente sincero na Bondade do Céu, desejando aprender como colaborar na construção do Reino de Deus, pediu, certo dia, ao Senhor a graça de compreender os Propósitos Divinos e saiu para o campo.

De início, encontrou-se com o Vento que cantava e o Vento lhe disse:

- Deus mandou que eu ajudasse as sementeiras e varresse os caminhos, mas eu gosto também de cantar, embalando os doentes e as criancinhas.

Emm seguida, o devoto surpreendeu uma Flor que inundava o ar de perfume, e a Flor lhe contou:

- Minha missão é preparar o fruto; entretanto, produzo também o aroma que perfuma até mesmo os lugares mais impuros.

Logo após, o homem estacou ao pé de grande

Árvore que protegia um poço d'água, cheio de rãs, e a Árvore falou:

- Confiou-me o Senhor a tarefa de auxiliar o homem; contudo, creio que devo amparar igualmente as fontes, os pássaros e os animais.

O visitante fixou os feios batráquios e fez um gesto de repulsa, mas a Árvore continuou:

- Estas rãs são boas amigas. Hoje posso ajudá-las, mas depois serei ajudada por elas, na defesa de minhas próprias raízes, contra os vermes da destruição e da morte.

O devoto compreendeu o ensinamento e seguiu adiante, atingindo uma grande cerâmica.

Acariciou o barro que estava sobre a mesa e o Barro lhe disse:

- Meu trabalho é o de garantir o solo firme, mas obedeço ao oleiro e procuro ajudar na residência do homem, dando forma a tijolos, telhas e vasos.

Então, o devoto regressou ao lar e compreendeu que para servir na edificação do Reino de Deus é preciso ajudar aos outros, sempre mais, e realizar, cada dia, algo mais do que seja justo fazer.

Macili
  • Administrators
  • 2.061 posts
  • Advanced Member
  • Last active: Jul 29 2014 03:17
  • Joined: 10 Nov 2012

Imagem Postada





14



Fé e Perseverança




Três rapazes suspiravam por encontrar o Senhor, a fim de fazer-lhe rogativas.

Depois de muitas orações, eis que, certa vez, no campo em que trabalhavam, apareceu-lhes o carro do Senhor, guiado pelos anjos.

Radiante de luz, o Divino Amigo desceu da carruagem e pôs-se a ouvi-los.

Os três ajoelharam-se em lágrimas de júbilo e o primeiro implorou a Jesus o favor da riqueza. O Mestre, bondoso, determinou que um dos anjos lhe entregasse enorme tesouro em moedas. O segundo suplicou a beleza perfeita e o Celeste Benfeitor mandou que um dos servidores lhe desse um milagroso unguento a fim de que a formosura lhe brilhasse no rosto. O terceiro exclamou com fé:

- Senhor, eu não sei escolher... Dá-me o que for justo, segundo a tua vontade.

O Mestre sorriu e recomendou a um dos seus anjos lhe entregasse uma grande bolsa.

Em seguida, abençoou-os e partiu...

O moço que recebera a bolsa abriu-a, ansioso, mas, oh! que desencanto!... Ela continha simplesmente uma enorme pedra.

Os companheiros riram-se dele, supondo-o ludibriado, mas o jovem afirmou a sua fé no Senhor, levou consigo a pedra e começou a desbastá-la, procurando, procurando...

Depois de algum tempo, chegou ao coração do bloco endurecido e encontrou aí um soberbo diamante. Com ele adquiriu grande fortuna e com a fortuna construiu uma casa donde os doentes pudessem encontrar refúgio e alívio, em nome do Senhor.

Vivia feliz, cuidando de seu trabalho, quando, um dia, dois enfermos bateram à porta. Não teve dificuldade em reconhece-los. Eram os dois antigos colegas de oração, que se haviam enganado com o ouro e com a beleza, adquirindo apenas doença e cansaço, miséria e desilusão.

Abraçaram-se, chorando de alegria e, nesse instante, o Divino Mestre apareceu entre eles e falou:

- Bem-aventurados todos aqueles que sabem aproveitar as pedras d vida, porque a fé e a perseverança no bem são os dois grandes alicerces do Reino de Deus.




0 usuário(s) está(ão) lendo este tópico

0 membros, 0 visitantes, 0 membros anônimos