Web Toolbar by Wibiya Otília Diogo - Médium de Efeitos Físicos e Materializações - Trabalho - Chico Xavier

Ir para conteúdo

Bem-vindo ao site Chico Xavier
Crie sua conta agora para poder ter acesso a todas as funcionalidades e recursos. Para criar nova conta demora apenas alguns asegundos e vai poder criar tópicos responder a mensagens, interagir com outros usuários, baixar arquivos (downloads, apresentações, documentos,...) e muito mais!
Entrar em sua conta Criar nova conta agora

Otília Diogo - Médium de Efeitos Físicos e Materializações

- - - - - fenômenos mediúnicos

  • Por favor, faça o login para responder
Não há respostas para este tópico
Macili
  • Administrators
  • 2.715 posts
  • Advanced Member
  • Last active: Set 03 2018 05:44
  • Joined: 10 Nov 2012

Imagem Postada



Otília Diogo - Médium de

Efeitos Físicos e Materializações




[...] Outra médium que, tempos atrás, tornou-se conhecida, publicamente, no meio Espírita foi a senhora Otília Diogo, moradora da cidade de Andradas, no estado de Minas Gerais.

Casada e mãe de duas filhas, foi, a princípio muito assediada pelas forças espirituais inferiores que a levaram ao Centro Espírita "Paz e Amor", para ser tratada e estudada a sua mediunidade de efeitos físicos, que, em decorrência de seu estado espiritual, a faziam sofrer e também aos familiares que a achavam em demência, pela transformação de seu comportamento agressivo.

Otília era analfabeta e franzina fisicamente mas, durante os ataques, suas forças eram contidas por várias pessoas que nada entendiam do seu estado e precisavam usar de violência, para conte-la.

Aconselhado por amigos que frequentavam o Centro Espírita "Paz e Amor", os familiares a levaram para tratamento, seguido de Evangelho no Lar. Durante algum tempo, houve rejeição por parte de Otília causada pelos Espíritos inferiores que a envolviam. Sabiam eles que esse procedimento poderia libertá-la das malhas tecidas pelos elos inferiores que a perseguiam, através da faixa mental.

Tempos depois, com a mediunidade mais equilibrada, apresentou-se, por materialização, a irmã Josefa. Nas várias reuniões, nas quais se fazia presente somente entre os frequentadores mais responsáveis desse trabalho, o Espírito da irmã Josefa contou que era natural da Alemanha.

Criada no Brasil, aos 17 anos entrou para o convento da cidade de Itu, no interior de São Paulo. Vindo a conhecer um padre, ambos, com as constantes visitas deste, para as orações matinais, se apaixonaram e, dessa união, nasceu uma filha que veio a se chamar Otília.

Após seu desencarne, sua grande preocupação era o de poder continuar zelando por Otília. Ao desabrochar a mediunidade de Otília, a irmã Josefa queria se materializar a todos, para que soubessem que a maior virtude em sua vida era a de ter tido a oportunidade de dar vida a Otília.

Numa das reuniões de materialização, onde estava presente um repórter conhecedor da lingua alemã, Josefa fez questão de dar-lhe as boas-vindas em alemão. O repórter viera com o fotógrafo para contarem, aos leitores de uma famosa revista dessa época, uma matéria sobre materialização, mostrando ser tudo uma fraude, mas surpreenderam-se com o fato. Irmã Josefa fez questão de retornar ao seu cumprimento, forçando-o a devolver-lhe o propósito do ocorrido em alemão. E, ainda, colocou-se à disposição do fotógrafo, dizendo-lhe que poderia fotografá-la à vontade, assim como a médium que estava lhe oferecendo o ectoplasma para a realização do trabalho. Ambos, ao término da reunião, saíram cabisbaixos, com receio de serem abordados pelos maus propósitos por que tinham vindo.

Tempos depois desse acontecimento, a médium Otília Diogo foi convidada pelo médico Waldo Vieira que, por essa ocasião, trabalhava mediunicamente ao lado de Chico Xavier, também médium, em Uberaba, para realizar matrializações, junto de uma equipe de investigadores sobre a verdade desses fenômenos mediúnicos.

O doutor Waldo Vieira acompanhava, através dos periódicos espíritas, as materializações realizadas pela médium Otília. Por isso o seu interesse em traze-la a Uberaba. Dessa forma, Chico Xavier poderia acompanhar de perto esses fenômenos mediúnicos.

Otília Diogo compareceu, no dia marcado, em Uberaba. A reunião aconteceu no pequeno consultório do doutor Waldo. Ele assim preferiu porque, sendo um ambiente menor, poder-se-ia evitar qualquer tipo de fraude, isso porque a médium estava acompanhada por alguns simpatizantes do Espiritismo.

Presentes à reunião estavam vários médicos, professores, psicólogos. Todo cuidado foi tomado. Waldo Vieira pediu à médium para que vestisse uma camisola preta, que estava numa salinha ao lado.

De pronto, Otília se submeteu a todos os comandos que Waldo Vieira pedia. Após, foi levada a uma espécie de jaula, mantendo as mãos amarradas. Porém essa condição tinha ela mesma pedido aos assistentes, que lhe fosse imposto todo rigor, para que não restassem dúvidas sobre as aparições.

Tudo pronto, Waldo leu um trecho do Evangelho. Mantido o silêncio, apagou-se a única lâmpada acesa no consultório, ficando tudo escuro. Chico Xavier, sentado ao lado do doutor Waldo, fez uma sentida prece, rogando por várias vezes o amparo de Jesus.

Começaram-se a se fazer ouvir ruídos estranhos, gemidos da médium, que, pouco a pouco, começou a soltar ectoplasma pela boca, depois, pelo nariz e ouvidos. Palavras desconexas a princípio, mais parecendo gritos.

Chico informava que era o processo de formação da garganta, fornecida pelo ectoplasma da médium, cuja experimentação da voz estava sendo levada a efeito pelo Espírito manifestante.

Com esta organização, o Espírito da irmã Josefa materializou-se à frente de todos. Estava vestindo uma roupa branca, traje usado pelas freiras da época em que vivera. Do seu tórax e da sua fronte saiam raios de luz.

Alegremente e com suavidade exclamou:

- Viva Jesus!

Esse cumprimento entusiasmou a todos que responderam:

- Viva, viva!

Era evidente seu sotaque alemão, mostrando, com isso, a sua raiz física. Uma onda de perfume fez-se sentir no ar. Irmã Josefa, após o louvor a Jesus, seguiu falando:

- Se aqui estou, meus filhos, é para lhes dar notícia de que a morte não existe. Prova de que todos vocês são imortais. E pedirei para que fotografem tudo o que nos será permitido materializar.

O interesse foi geral. Munidos de equipamento fotográficos, não esperaram muito pelo que lhes foi materializado. Primeiramente, o corpo ectoplasmático de Josefa, ultrapassando as grandes da jaula onde estava a médium amarrada e vestindo preto. Irmã Josefa fez clarear e o branco de seu hábito apareceu.

Depois, ela fez aparecer fitas coloridas, que colocou nas mãos de Chico Xavier. Para essas fitas chegarem até onde Chico se encontrava, isto é, distante dela, seu braço escotplasmático é que se alongou até Chico Xavier, sem que ela desse um passo de onde estava.

Após, sentiram que gotas de éter estavam sendo espargidas no ar.

Era a materialização do Espírito de um médico da Marinha, doutro Alberto Veloso, que também se deixou fotografar.

Muitas outras materializações se deram pela noite toda, deixando os assistentes maravilhados, pela autenticidade dos fenômenos.

Ao término dos trabalhos, Otília Diogo, foi comparada a Eusápia Palladino, a Ana Prado e a Madame D'Espérance, também grande médium que, com sua simplicidade, prestou relevantes serviços ao Espiritismo.

O médium Chico Xavier, assim se expressou, quando foram findas as materializações:


- Com todo prazer, tive a felicidade de assistir junto aos médicos aqui presentes, essas experiências científicas, realizadas pela querida companheira Otília, a quem respeitosamente, agradeço por ter atendido a esse convite feito por esses médicos. A minha pessoa não deveria ocupar esse lugar, mas fiquei feliz por ter participado. Foi comovente o ter podido abraçar a irmã Josefa materializada. Estou muito contente, também, por ter conseguido sair numa foto ao lado da nossa querida amiga, Irmã Josefa. Quanto às minhas considerações pela pessoa de dona Otília Diogo, digo, com respeito e agradecimento pela sua humildade de se colocar à mercê de médicos que, aqui, estão exigindo dela o máximo, para que tudo que trazia consigo fosse retirado, trocando até mesmo suas vestes, para que não houvesse motivos de surgirem dúvidas sobre sua mediunidade.

Não poderemos deixar de citar as materializações ocorridas através desse médium completo, que reencarnou com a sublime missão de revelar ao mundo a continuidade da vida, após a desencarnação, Francisco Cândido Xavier.


Fonte: Núcleo de Estudos Espíritas "Amor e Esperança" - Revista Seareiro 05_2010.






Tópicos que também usam as tags fenômenos mediúnicos:

0 usuário(s) está(ão) lendo este tópico

0 membros, 0 visitantes, 0 membros anônimos