Web Toolbar by Wibiya Psicografia ditada por Ana Prado - Médium efeitos físicos e materializações - Psicografias - Chico Xavier

Ir para conteúdo

Bem-vindo ao site Chico Xavier
Crie sua conta agora para poder ter acesso a todas as funcionalidades e recursos. Para criar nova conta demora apenas alguns asegundos e vai poder criar tópicos responder a mensagens, interagir com outros usuários, baixar arquivos (downloads, apresentações, documentos,...) e muito mais!
Entrar em sua conta Criar nova conta agora

Psicografia ditada por Ana Prado - Médium efeitos físicos e materializações

- - - - - Pioneirismo prática mediúnica

  • Por favor, faça o login para responder
Não há respostas para este tópico
Macili
  • Administrators
  • 2.706 posts
  • Advanced Member
  • Last active: Mai 31 2018 02:43
  • Joined: 10 Nov 2012

Imagem Postada



Psicografia ditada por Ana Prado

(Médium de efeitos físicos e materializações)

Pioneirismo no Brasil dessa prática mediúnica





[...] Ana Prado, após prestar relevantes trabalhos por seu desempenho nos fenômenos das materializações, veio a desencarnar no dia 23 de abril de 1923.

No ano de 1955, em Pedro Leopoldo, pela psicografia de outro famoso médium, que começara a se destacar pelas fabulosas obras mediúnicas ditadas por célebres poetas, escritores, etc... Francisco Cândido Xavier, recebeu de Ana Prado, enviando ao mundo, uma mensagem com considerações sobre sua tarefa mediúnica, quando encarnada. Por essa ocasião, Chico Xavier ainda morava em Pedro Leopoldo e seu trabalho mediúnico ocorria no Grupo Espírita Meimei, quando, a 24 de fevereiro de 1955, Ana Prado relatou:



"Amigos:
  Sou humilde servidora do ideal cristão. Cooperei na mediunidade de efeitos físicos, na cidade de Belém do Pará, embora minha deficiência e pouco conhecimento da Doutrina Espírita. Agora, procuro a mediunidade de efeitos espirituais, para encontrar-me em relação com o Cristo. Trabalhei na materialização dos desencarnados, transmitindo vozes do Além, na escrita direta e outros fenômenos que pudessem evidenciar a continuidade da vida após túmulo. Embora todas as bênçãos recebidas, não consegui sentir o despertar para o Cristo, única força capaz de nos fazer entender a nossa própria recuperação entre os erros cometidos. Há um grande perigo diante da mediunidade de efeitos físicos, pois ela nos oferece o campo do deslumbramento e da ilusão à nossa pessoa, salientando a vaidade adormecida. Isso ocorre porque achamos ser merecedores de méritos que não existem. Se nos é dado algo a realizar no campo mediúnico, é pela caridade de Deus a nos recompor diante da enfermidade e da cegueira, que brotam do nosso orgulho".


Dentre muitas outras considerações, Ana Prado termina sua mensagem, à qual adaptamos alguns trechos, dizendo-nos em seu final.



"Colocando-nos a serviço do próximo, esperamos que a curiosidade terrestre acumule méritos adequados para atrair a assistência construtiva do mais Alto..."





Fonte: Núcleo de Estudos Espíritas "Amor e Esperança" - Revista Seareiro 05_2010






0 usuário(s) está(ão) lendo este tópico

0 membros, 0 visitantes, 0 membros anônimos